ALORROMORA!

– a fechadura deu um estalo e a porta se abriu." (pg.140 – de Harry Potter e a pedra filosofal de J.K.Rowling)

Alorromora! – e está aberto o assunto de hj! Venho falar sobre a leitura do primeiro volume da história fictícia de Harry Potter: Harry Potter e a pedra filosofal.É simplesmente o intervalo entre vc se familiarizar com os personagens e suas histórias e por fim gostar.

Harry Potter e a pedra filosofal é muito melhor no livro do que em filme e, sinceramente quem leu o livro ou curtiu os dois se deu muito melhor…Não é a toa que a produção do filme depois desse primeiro filme foi parcialmente trocada pela autora J.K.Rowling(vcs lembram disso?)…Pois é, polêmicas nunca faltaram ao bruxo Harry Potter: houve até quem dissesse que J.K.Rowling escrevera o livro em circunstâncias sobrenaturais – mas se todo este ti ti ti não foi capaz de segurar Harry Potter nas prateleiras não é este espaço dAs Minas que vai mantê-lo lá rsrs

A meu ver, é neste Harry Potter e a pedra filosofal que J.K.Rowling usa muito bem sua narrativa, utilizando-se de um termo bem conhecido nosso de outras obras: a pedra filosofal – que para quem não lembra tb foi citada na novela "Fera Ferida"(lembram?)- e associada a um outro elemento natural:o ouro.

Sim, a pedra filosofal guarda em si o segredo da produção do ouro, segundo a lenda.

Voltando ao livro, outra parte da narrativa que fascina é o ingresso de Harry Potter como apanhador do time de quadribol e a descrição do jogo de quadribol, que é minuciosamente descrito no livro mas no filme a cena decepciona.

Outro detalhe que chama a atenção são os objetos fantásticos como o chapéu seletor e as vassouras, que recebem curiosamente marcas como se fossem carros…como a Nimbus 2000.

Já o chapéu seletor, responsável por escolher a casa dos alunos que acabam de ingressar na escola Hogwarts, tem a missão na narrativa de descrever cada casa:Corvinal,Grifinória, Sonserina, Lufa-Lufa(e aí vc arrisca um palpite sobre para que casa ele te mandaria se estivesse lá?).

A busca da identidade e o valor da amizade são dois pontos muito fortes em Harry Potter e a pedra filosofal, justamente porque é nestas primeiras aventuras que Harry Potter conhece seus amigos Rony Weasley e Hermione Granger, entre tantas outras pessoas que passam a ser importantes para ele.

Logo ele, um menino que mora com os tios depois que o bruxo Voldemort matou seus pais quando ele era bebê…por aí se percebe que Hogwarts se torna mais do que uma escola para Harry, se torna o seu lar.

Patrícia Fields

Esse post foi publicado em Livros. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s