VOCÊ JÁ DEVE TER REPARADO

Estamos vivendo um momento onde soluções para preservação do meio ambiente sempre são bem-vindas.Uma delas é a inclusão dos aguapés em rios ou lagos poluídos.Mas antes de entender esta relação, vamos entender os aguapés. Aguapés, ou melhor dizendo Eichornia Crassipes, também conhecida como baronesa, orelha-de-jegue, jacinto d’água.Você já deve ter reparado naquelas plantas de raízes longas que ficam suspensas, flutuando livremente em rios ou canais – essas plantas são os aguapés.O aguapé divide opiniões: é considerada uma praga para uns e, benéfica para outros.São considerados uma praga porque se proliferam com facilidade, é uma planta muito resistente que mesmo exposta à poluição não morre.Ao mesmo tempo, por ser resistente a poluição e absorver a maioria da sujeira das águas de lagos ou reservatórios poluidos, muitas pessoas usam o plantio dos aguapés para limpar a água.

Só que em estudos recentes, descobriu-se que o aguapé não é capaz de absorver toda a sujeira – afinal para tudo tem um limite.É que o aguapé absorve determinadas substâncias mas por manter contato com a natureza, tal substância sofre transformações químicas ao permanecer na raiz do aguapé…compliquei muito? Então, vamos entender: o mercúrio é uma substância muito usada em fábricas, principalmente aquelas que exploram metais na natureza e usam o mercúrio para limpar o metal encontrado.Parte desse mercúrio é jogado fora.Jogado fora no rio.No rio, ele fica depositado na raiz do aguapé, uma vez lá o mercúrio se transforma em outra substância: o MeHg.Essa substância é duas vezes mais nociva aos seres vivos que o mercúrio.Para vocês terem ideia, o mercúrio mata peixes e deixa seres humanos doentes, já o MeHg é letal tanto para peixes quanto para seres humanos.Caso algum ser humano se alimente com algum peixe infectado com MeHg, ele poderá sofrer uma intoxicação alimentar entre outras doenças que não tem cura. Essa descoberta vai muito mais além do que explicar a relação do aguapé com o mercúrio, ela desmistifica que o aguapé possa ajudar na despoluição.O aguapé porém não é o vilão.Ele pode ser cultivado contanto que haja controle de seu crescimento(podar sempre, mesmo que seja de um canal ou lago público) e, que o mercúrio não seja mais utilizado pelas indústrias. E principalmente fica o alerta: será que os recursos naturais que usamos também fazem bem ao nosso planeta?

Pense nisso.

Patrícia Fields

->Dica de hoje

Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s