POUCA COISA MUDOU

Já faz muito tempo que assisti a primeira versão do filme Robocop e, desde aquela época os temas que eram discutidos no filme já eram corrupção, violência.Ao assistir ao filme Robocop de José Padilha, percebo que estes temas continuam atuais.Um filme que era pra ser apenas uma obra de ficção robótica, mas acaba por ter como personagem principal a violência, a falta de segurança no mundo e por isso pouca coisa mudou do primeiro pro segundo filme.O primeiro filme de anos atras, eu me lembro muito bem tinha sequencia, onde inclusive construiam um robocop bandido e drogado para destruir o Robocop justiceiro de Murphy.

No filme de José Padilha, ele muda a cena do atentado a Alex Murphy(Joel Kinnaman): ao invés de ser numa incursão policial onde ele é emboscado, dessa vez no filme atual Alex é vitima de uma explosão criminosa em frente a propria casa.Se a mudança foi para tentar amenizar as coisas…não deu certo.A crueldade na história está na ideia de uma corporação que deveria fazer justiça ter membros corruptos.

Os inimigos acreditam que Alex Murphy(Joel Kinnaman) está morto quando na verdade a empresa Omni acolhe Murphy e o coloca num corpo de robô…bom, daí pra frente toda a sociedade jura que quem comanda é um robô,mas Murphy começa a tomar suas proprias decisões: coloca seu atentado como prioridade, investiga tudo e descobre o que não deve.

Será que com isso, o autor dessa história queira mostrar que a justiça será feita por homens e não por robôs?

Patrícia Fields

Anúncios
Esse post foi publicado em FILME, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s