NEM POR ELE,NEM POR

Assisti ao filme “Amazônia” de Thierry Ragobert,com os atores:Lucio Mauro Filho e Isabelle Drummond.

Nele o macaco Castanha(voz do ator Lucio Mauro Filho)e sua namorada Gaia(voz da atriz Isabelle Drummond) nos mostram como é a vida na Amazônia.Tudo começa com Castanha que era da menina Rita,sendo doado(ou seria vendido?)para um circo.Na cena,ele tão preso/indefeso na gaiola,sendo transportado de avião e nos contando tudo sobre a inesperada viagem para o circo,já “cortou”meu coração…Castanha tem esperança de ser feliz no circo,de conhecer outros macacos e ainda “de quebra” receber de vez em quando as visitas da menina Rita,para matar as saudades que já sente dela…como ele sentia-se feliz cuidado por ela.Mas os pais dela decidiram doá-lo(ou vendê-lo?) para um circo e não houve jeito de Rita ficar com ele.

Mas o que Castanha (e nem nós)não sabia era que muito mais estava por acontecer!

Chegando na Amazônia,o documentário nos revela toda a sua beleza em detalhes,e nos mostra uma bela Amazônia em sua lente 3D.

Castanha é um macaco que vai ter que aprender,como é de fato a vida selvagem e seus perigos…vai perceber que não é fácil não!Mas ele também vai conhecer e conquistar algo que não tem preço: sua liberdade.Nunca mais vai usar coleira,nem ficar em gaiola.

Conhecer a macaca Gaia também é uma grata surpresa!Apaixonar-se,namorar com ela…é melhor ainda do que pertencer à menina Rita. Melhor ainda!

Castanha e Gaia terão sua própria prole: livre e feliz.

O documentário é lindo e de uma delicadeza tal qual a Amazônia que devemos preservar a qualquer custo.Amazônia é vital e possui um mistério enigmático e irresistivel…Um sonho de se ver…sentir.Preservar.

-Confissão desta blogueira que vos escreve: A única cena que não gostei deste filme documentário “Amazônia” foi a do macaco Castanha e outros macacos mexendo nos ninhos das aves e comendo seus ovos.Eu sei que faz parte da sobrevivência/natureza,um animal comer o outro,mas mesmo assim…a cena foi longa demais e me afligiu…achei-a detalhada demais.Não precisava a degustação dos ovos ser tão longa…Eu que sou uma chorona e uma observadora apaixonada pelas aves,fiquei triste de ver (antes dessa cena)o inofensivo macaco Castanha comendo os ovinhos das aves com tanto gosto.Nesse momento degustativo não senti tanta simpatia,nem por ele,nem por Gaia…amo pássaros e peixes.

Sandra Sclata

Esse post foi publicado em FILME, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s