REESCREVENDO

Aproveitei um tempinho livre e assisti ao filme “O Vendedor de passados” com Lázaro Ramos, Alinne Moraes, entre outros atores. A temática do filme gira em torno de um homem interpretado por Lázaro Ramos que inventa um passado novo para as pessoas que o procuram e, ganha um bom dinheiro por isso…mas isso era o que eu pensava quando o filme começou. No decorrer da trama percebi que na vida real existe muita gente que faz como a personagem de Alinne Moraes: inventa um passado para si e o vende como se fosse verdade. Tem gente que toda vez que aparece conta uma história diferente, uma mais mirabolante que a outra. Desde que o mundo é mundo, as pessoas se comovem com histórias de superação e passam a admirar tais pessoas. Templos se enchem para ouvir testemunhos, programas de TV ganham audiência quando contam tais histórias – não há nenhum mal nisso se todas as historias fossem verdadeiras. Quando são inventadas ficam como as de Clara Ortega deste filme: capenga, cópia de algum original anônimo.
Confissão desta blogueira que vos escreve: eu vivo uma história de superação. Não preciso inventar nada, minha vida já parece novela.
Patricia Fields

Anúncios
Esse post foi publicado em FILME, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s