TIVE PALAVRA

Sempre tive palavra.Fiz uma promessa,mas não vou cumpri-la;por motivo de segurança!
Do quê eu estou falando?Eu explico:no começo deste mês fui à bilheteria comprar ingressos para um filme que queria muito assistir!Para minha surpresa ao solicitar a compra,a funcionária me interpelou!Disse não saber que aquele filme estava em cartaz ali…e eu ali esperando que ela abrisse a tela para a compra.
Ela não o fez.Virou-se para uma colega sua e ignorou-me por completo.Por longos minutos busquei com meu senso de justiça pela gerência, mas não obtive sucesso.
Passei toda a tarde me remoendo de raiva e indignação, porque consegui o telefone do cinema e por tabela sua programação local;onde confirmei que eu não me enganara!
À noite voltei ao local munida de jornal onde também constava a mesma programação local.Desta vez fui atendida por outra funcionária que vendeu-me a sessão que eu queria…quando voltei meu olhar para a loirinha perguntei indignada:
-por que mais cedo eu vim aqui,e você disse que esse filme não estava em cartaz aqui?
Ela maquiando-se sem parar respondeu-me:
-Ah!Eu não sabia.
Retruquei:- por que você não abriu a tela para verificar?Você não me atendeu corretamente.
Eu estava tão indignada que consegui chamar atenção da gerente que se aproximara.Relatei tudo que acontecera, ela me pediu desculpas e eu garanti à ela que o caso se encerraria ali.
Prometi não escrever nada aqui neste despretensioso blog(inclusive deixei a URL do mesmo com a gerente),já que todos que lessem o acontecido iriam entender que o acontecido ali foi uma situação de extremo racismo.
A funcionária loira fez cara de deboche e disse:-ah não foi nada disso,eu não abri a tela para venda dos ingressos porque eu tava chegando naquele instante.
Hein?!
Eu não tinha mais nada pra fazer ali,e disse bem alto pra todo mundo ouvir:
-você está mentindo e nem sequer pediu-me desculpas.
E a mal educada não pediu mesmo!
Fui embora decidida a esquecer a tal história. Só que depois desse dia já voltei lá, ela me viu fez sinal pra colega e começou a maquiar-se.Comprei o ingresso e fiz que não notei.
Mas quando mais tarde saí do cinema,um carro preto nos acompanhou de pertinho,eu e a minha irmã Patty,não conhecemos o motorista.Tem relação uma coisa com a outra?
Pode ser que não. Mas também pode ser que tenha tudo a ver,já que o cara nos olhou com intimidação. Como eu não acredito em coincidência deixo aqui esse registro.
Afinal de contas pode-se esperar qualquer coisa de uma pessoa que não admite seu erro e não pede desculpas.Ou seja não reconhece seu erro,mesmo existindo a premissa de que o cliente tem sempre razão!
Né não?

P.S:Lamento profundamente a quebra de palavra com a gerente local,mas entendo que ela não vai cuidar de nossa segurança externa,muito menos responsabilizar-se por algo que possa acontecer fora da área do cinema e tantos dias depois!
Sandra Sclata

Esse post foi publicado em DIREITOS, FILME, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s