CLÁSSICA

Fui assistir a peça “Uma Ilíada” com texto traduzido do original por Geraldo Carneiro.
No palco o ator Bruce Gomlevsky e tendo por acompanhamento o contra baixo de Alana Alberg numa trilha sonora original de Mauro Berman(Cabeza de Panda).
Na trama é nos contada a Guerra de Tróia e suas nuances mais contraditórias. O contador de histórias (Bruce)nos relata como tudo aconteceu… ou pelo menos que a sua memória resgata-nos! Teria ele porventura testemunhado tanta dor e derramamento de sangue, a ponto de esquecer/bloquear alguns pormenores?
E o quê numa guerra vale a pena de fato lembrar?
Os reais motivos que a iniciaram foram coerentes para mantê-la?Ou uma guerra(mesmo a de Tróia) sempre perde-se em sua violência?
Não importando nem o tempo,nem o espaço local.
O livro de Homero nos faz viajar,pelas estrofes de uma poesia sofrida e triste.
Realista.
O ator/diretor Bruce numa interpretação sensível,apresentou-nos outros personagens da saga,cada um com suas motivações para estar nessa guerra.
Mais que os motivos para que as guerras iniciem-se,sejam infinitamente maiores as motivações para que elas cessem o quanto antes…e fiquem restritas aos relatos passados da história.Que tenhamos dias de glória…
P.S:a peça fica no CCBB/RJ até o dia 21 de dezembro.Imperdível.
Meus sinceros agradecimentos à :Bruce e Lorena.
#antiguidadeclassica

Sandra Sclata

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros, Nosso coração na rima leu, Notícias e política, Personalidades. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s