FALANDO GREGO

Acabo de ler “Um poeta lírico” de Eça de Queiroz.
Nele um hóspede do hotel,percebe que ao servi-lo,o garçom interessa-se pelo livro sobre a mesa.Enquanto faz sua refeição, um velho amigo lhe acena,e antes de aproximar-se de sua mesa cumprimenta amigavelmente o garçom.
De onde ambos se conhecem?
Ao ser indagado pelo hóspede, o velho amigo apenas diz que o garçom é grego e tem uma longa história.
Nos deparamos então com um grego que hoje “está” garçom; e faz entre uma mesa e outra versos e mais versos…Como ele gostaria de ter tempo de sentar-se em seu quarto e dedicar-se somente à sua própria poesia autoral.
Como o poeta gostaria também,de ter sua musa amada à seu lado…precisa tê-lá por perto, mesmo sabendo que ela ama outro.
Dos versos apaixonados que fez pra ela,nenhum por ela foi lido…pois ele tá falando grego,que ela não entende!
#euamoler
Sandra Sclata

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros, Nosso coração na rima leu, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s