RESPEITO ALHEIO

📓Acabo de ler o conto “O capote” de Nikolai Gógol, numa tradução de Paulo Bezerra.No texto nos deparamos com detalhes da vida “apertada” de Akáki Akákievitch.
Ele sempre tão acostumado à sua vida rotineira & pacata,surpreende-se com o gasto inesperado(e alto!) de um capote novo.Lendo o livro percebemos(com mais nuances do que na peça teatral), o entrave burocrático que Akáki “atravessa” para registrar a ocorrência do roubo de seu capote novo.
Quanto “pouco caso” em várias vias de atendimento que Akáki passou…Por quê muitas das vezes quem está atrás de uma mesa ou balcão de recepção, sente-se mais poderoso(a)?
Por quê muitas das vezes sente-se mais focado em faltar com o respeito alheio?
Akáki não encontrou quem quisesse auxiliá-lo,não encontrou quem quisesse investigar com afinco o roubo do seu capote novo!Por isso procurou vingar-se mais além… Na peça teatral qualquer capote,no livro um capote especifico aquece sua vingança.
#livro
#peca
#capote
#obragogoliana

Sandra Sclata

Esse post foi publicado em FILME, Livros, Nosso coração na rima leu, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s