PRÉ CONCEITO

Assisti a peça “Race” no Teatro SESI, com Nill Marcondes, Gustavo Falcão, Heloisa Jorge e Yashar Zambuzzi. No texto de David Mamet, um escritório de advocacia tenta decidir se vai ou não defender um cliente acusado de estuprar uma mulher. O quadro ainda fica pior por se tratar de um acusado branco que agarrou uma mulher negra. Seria um caso de estupro ou racismo? Por anos e anos, no mundo, as mulheres negras são vistas como objeto sexual…poucas se casam, porque imaginam que não são mulheres pra casar. Poucas trabalham e exercem cargo de confiança…mas este preconceito nem sempre brota de um branco, alguns homens negros por muitas vezes acreditam que se casar com uma mulher negra é lhe fazer um favor…
Em cena, vi dois tipos de negros: Susan que é a típica ativista, levanta bandeira contra o racismo, para ela todo negro é bom caráter. Mas será que caráter tem cor?Raça? Do outro lado temos TJ, o negro sócio do escritório, tudo o que ele quer é ser respeitado independente de sua cor, com freqüência pessoas como TJ sofrem preconceito dos dois lados, negros e brancos. Os brancos vêem o TJ com o olhar do racista, os negros vêem TJ como um negro que é esnobe, que não é engajado com a causa luta armada contra o racismo. E no fundo, entre todos os personagens talvez TJ seja o mais lúcido, pois é o único que vê no sócio um homem de caráter, que nota que o cliente é um racista e que vê Susan como uma ativista.
Enfim, Race retratou muito bem nossa sociedade cruel, cheia de apartheids velados…não é engraçado.
Patricia Fields

Esse post foi publicado em DIREITOS, Entretenimento, Livros, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s