PRA QUÊ QUE EU FUI INVENTAR ISSO?

Assisti a peça “Fluxorama” de Jô Bilac, com Deborah Evelyn, Luiz Henrique Nogueira, Marjorie Estiano, e Emilio de Mello. O texto em si coloca quatro situações limites diante de nossos olhos, o fluxo de pensamentos sai como uma torrente, uma catarse. Entre uma fala e outra fiquei pensando quantas vezes na vida eu me indaguei: “-Pra quê que fui inventar isso?” ou acabei dizendo a mim mesma: “- Sabe quando você se sente titica. Titiquinha”.
Perceber o quanto o mundo é corrido, o tanto de gente que senta na arquibancada para assistir a vida de outrem como se olhasse para um picadeiro, para rir é o personagem principal de Fluxorama. Os balõezinhos de dialogo vão se apresentando. No primeiro monólogo, nos traz uma mulher que ficou surda e de repente se tornou adorável. Adorável por não retrucar o que os outros dizem. E ela não retruca porque não ouve. No segundo monólogo, um homem está morrendo e sabe que está. No terceiro monólogo, uma corredora sugere que a vida é uma grande corrida, todos estamos exaustos mas parar significa conhecer a vergonha da derrota…e afinal, as vezes eu me sinto mesmo apenas um número. E por fim, um homem tenta relaxar, tenta meditar mas com tanta coisa pra fazer…com tanto barulho…como fazer isso? E no fim das contas, quando o tempo passar, quando já tiverem te sugado, o mundo vai continuar a girar muito bem.
Então, não vá arregar…pensa no mar.
#ccbbrj
#eugostodeiraoteatro
Patricia Fields

Anúncios
Esse post foi publicado em Entretenimento, Livros, Nosso coração na rima leu, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s