O BURGUÊS USADO

🎭Fui platéia da peça “O Doente imaginário” de Molière, com Élcio Romar, Glaucia Rodrigues, entre outros. Na minha opinião leiga, a história demorou a engrenar. As armações demoraram um pouco para acontecer, correndo o risco de perder-se o ritmo da trama…mas depois que a engenhosidade começa, tudo fica bem no palco.
Na história, Argan, um senhor muito mas muito rico se sente muito, muito doente. E (quase)todo mundo se aproveita disso. O médico cobrar uma fortuna pelas consultas, remédios e nunca lhe dá alta. A esposa espera pela herança certa. Sensacional retrato do parasitismo humano, onde um espera que o outro seja destruído para sobressair.
Mas no fundo da sala, está ela: Antonieta,  a criada, atenta a tudo põe em prática um plano e, nos ensina que cinismo e mau caráter se combate com astúcia.
Patricia Fields

Esse post foi publicado em Livros, Nosso coração na rima leu, Notícias e política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s